Pai de Valentina levado para ala psiquiátrica do Hospital Prisional de Caxias

Sandro está indiciado pelo crime de homicídio qualificado da filha de 9 anos, encontrada morta em Peniche.

Sandro Bernardo, pai de Valentina, foi esta sexta-feira transportado de uma ala anexa à Polícia Judiciária em Lisboa para o Hospital de São José devido a cortes no corpo. O CM sabe que o suspeito já teve alta hospitalar e que foi entretanto transportado para a ala psiquiátrica do Hospital Prisional de Caxias.

O alerta foi dado para o INEM pelas 11h05 através da direção da prisão.

O suspeito encontrava-se em isolamento numa ala anexa à Polícia Judiciária devido à pandemia do coronavírus.

Sandro Bernardo foi encontrado ferido por guardas na cela. Segundo o que o CM apurou, o suspeito cortou-se com uma gilete descartável.

O progenitor da menina está indiciado pelos crimes de homicídio qualificado, profanação de cadáver e violência doméstica contra a criança de 9 anos, encontrada morta numa zona de mato em Peniche.

Recorde-se que no dia 7 de maio o pai de Valentina dava o alerta para o desaparecimento da filha em Atouguia da Baleia, em Peniche.  A 10 de maio, após quase quatro dias de buscas, o corpo da menina de 9 anos é encontrado tapado por giestas na Serra d’El Rei, a seis quilómetros da casa do pai.

Foi o meio-irmão de Valentina que desvendou o crime. Contou à PJ o que viu e a madrasta da menina e o pai foram de imediato detidos. São suspeitos de agredir a menina, deixá-la em agonia durante 13 horas até à morte e depois esconder o corpo.

Partilhe
error20

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *